Sedentarismo: saiba as principais consequências

Sedentarismo: saiba as principais consequências

O sedentarismo já virou questão de saúde pública, visto que 70% da população mundial já é atingida pela doença, segundo dados da OMS. O Brasil ocupa o 5º lugar do ranking mundial que mais tem pessoas sedentárias e os estudos ainda apontam como esse estilo de vida pode desencadear outras doenças diversas, como diabetes, obesidade, problemas cardiovasculares, etc.

Em geral, as pessoas sedentárias são aquelas que vivem sem praticar nenhum tipo de exercício físico, permanecendo sentadas por um longo período durante o dia.

Trouxe aqui as principais causas do sedentarismo, bem como as consequências que essa doença pode trazer para a vida das pessoas. Continue a leitura e descubra!

O que significa ser sedentário?

É bastante comum ouvir alguém dizer: “fulano está vivendo uma vida sedentária” ou “tome cuidado para não ficar sedentário, hein?”. Isso ocorre porque muitas pessoas possuem uma rotina sem a prática de exercícios físicos e passam longas horas sentadas diante de um computador ou televisão.

Ainda que pareça “chatice” de quem chama sua atenção, o sedentarismo é uma doença grave que pode aumentar as chances de que inúmeras outras enfermidades se instalem no seu organismo. Quem vive um estilo de vida sedentário tende a ser afetado por doenças como diabetes, obesidade, câncer, infarto, AVC e muitas outras.

Explicarei como isso acontece de forma mais detalhada a seguir!

Consequências do sedentarismo

O sedentarismo abre as portas para consequências bastante negativas à sua saúde. Saiba quais são as principais:

Organismo mais propenso às doenças diversas

Assim como já foi mencionado, quando se vive de forma sedentária, o seu organismo se torna mais propenso a desenvolver doenças de coração, diabetes tipo 2, derrame, obesidade, além de provocar aumento nos níveis de colesterol e até influenciar na ocorrência de câncer de mama e de cólon.

De acordo com um estudo da USP juntamente com a Universidade de Newcastle (Austrália), o sedentarismo também aparece como uma das principais causas da asma.

Perda de flexibilidade

Com a tensão e rigidez dos músculos, o sangue encontra dificuldade para fluir, prejudicando a flexibilidade do corpo. Dessa forma, torna-se mais comum aparecer inflamações e dores musculares.

A posição de estar sentado por muito tempo provoca tensão na região lombar e no quadril, além de enfraquecer o abdômen e os glúteos também.

Distúrbios do sono

O nosso corpo logo dá sinais quando algo não vai bem e o sono é uma das primeiras coisas afetadas em nossa rotina, a partir do momento que se vive de maneira sedentária. A insônia e a apneia são os problemas mais comuns que atingem as pessoas sedentárias.

Vale considerar que é preciso ter noites de sono regulares para garantir um bom desempenho do nosso corpo e mente ao longo dia e melhorar a qualidade de vida.

Osteoporose

Sem movimentar o corpo e os músculos, fica difícil manter a saúde estável. Os ossos encontram maior dificuldade para suportar os movimentos quando se fica muito tempo sentado e sem praticar exercícios.

Demência, depressão e ansiedade

Os idosos costumam ser ainda mais propensos a enfrentar doenças mentais ao adotar uma vida sedentária. Os movimentos do corpo podem contribuir com a saúde mental muito mais do que se pensa.

Na verdade, a prática de exercícios físicos é uma das principais recomendações no combate às crises de ansiedade, síndrome do pânico, depressão, etc.

Mortalidade precoce

A Organização Mundial de Saúde (OMS) precisou emitir um alerta sobre o estilo de vida sedentário, visto que o sedentarismo já está entre as dez principais causas de morte e invalidez em todo mundo.

2 milhões de pessoas morrem pela falta de atividade física durante o ano. Esse número assusta e precisa ser levado a sério.

Quais doenças o sedentarismo pode causar?

De modo a aprofundar o assunto, conheça como o sedentarismo pode ser causa de doenças e quais são elas:

Obesidade

O sedentário é aquele que não queima 2.200 calorias por semana. Assim, o sedentarismo provoca aumento de peso que, consequentemente, pode vir a gerar um quadro de obesidade.

A falta de exercício físico associada a ingestão de alimentos ultra processados e gordurosos são fatores agravantes para ocasionar a obesidade.

Diabetes tipo 2

O excesso crônico de açúcar no sangue implica num quadro de Diabetes tipo 2. Essa enfermidade ocorre quando uma pessoa tem uma rotina alimentar desequilibrada, fazendo com que o organismo se torne resistente à insulina.

Dessa forma, a Diabetes tipo 2 se instala e provoca sérias complicações à saúde do indivíduo.

Câncer

O Instituto Vencer o Câncer publicou uma pesquisa defendendo a importância da prática de exercício físico por mulheres, visto que reduz 60% do risco de câncer de mama.

Também na matéria publicada pode-se perceber como o sedentarismo eleva o risco de ocorrência dos diversos tipos de câncer, sendo:

• Câncer de mama – 20%
• Câncer de cólon – 25%
• Adenocarcinoma de esôfago – 37%

Doenças cardiovasculares

A saúde do coração é uma das principais afetadas pelo sedentarismo. Até porque uma pessoa obesa ou com Diabetes tipo 2 já possui mais riscos de desenvolver problemas cardiovasculares.

Assim como, a falta de exercício físico na rotina pode causar hipertensão e, se não houver o controle correto, há a possibilidade de evoluir para infarto ou um AVC.

Portanto, alguns hábitos saudáveis podem evitar todas essas consequências do sedentarismo e só depende de você adotá-los.

Como combater o sedentarismo?

Combater o sedentarismo começa com uma atitude pessoal que decida buscar os cuidados básicos com a sua saúde, a começar por uma ida ao médico para realizar um check-up geral. Com isso, será possível identificar se ou quais atividades físicas você poderá realizar.

Uma boa maneira de integrar o movimento em sua rotina é fazer caminhadas curtas em algum momento do dia, de modo que o seu corpo vá acostumando.

Após uma avaliação médica, você também pode adotar exercícios mais específicos a serem feitos na academia ou Pilates, por exemplo.

Também é importante mudar a rotina alimentar, passando a ingerir alimentos mais saudáveis e naturais que tendem a fortalecer o organismo e garantir mais qualidade de vida. Buscar auxílio de uma nutricionista é tão importante quanto, para organizar seu planejamento alimentar.

Logo, se percebe que as consequências do sedentarismo podem ser evitadas com uma vida mais saudável, principalmente na alimentação e na prática de exercícios físicos regularmente.

Gostou do texto? Deixe um comentário aqui embaixo e confira também: “Alimentação para fortalecer o sistema imunológico”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s