Benefícios da arginina

O que é e quais são os benefícios da arginina?

A maior parte dos praticantes de atividade física busca recursos, como os suplementos, para aumentar sua capacidade de treino e melhorar seus resultados estéticos. Um dos suplementos utilizados por atletas ou desportivos é a arginina, um aminoácido que participa, no nosso organismo, da síntese de óxido nítrico.

Quer saber o que é a arginina e para que ela serve? Continue a leitura!

O que são os aminoácidos?


Resumidamente, os aminoácidos são unidades formadoras de proteínas. Ao todo, existem 20 aminoácidos classificados em essenciais e não essenciais. Os aminoácidos não essenciais são aqueles que o nosso próprio corpo produz. Já os essenciais são aqueles que o nosso organismo não é capaz de produzir, portanto, precisamos ingeri-los através da alimentação. São eles: valina, isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano.

Como você pode ver, a arginina não é classificada como essencial, mas podemos dizer que ela é condicionalmente essencial. Em condições normais, nosso corpo consegue sintetizar o necessário da substância. Mas em algumas determinadas condições clínicas, como doenças, traumas e exercício físico, a quantidade produzida pelo nosso organismo pode ser insuficiente, devido ao aumento do uso por ele mesmo. Nestes casos, é preciso administrar a ingestão através da alimentação ou suplementar.

Participações da arginina no nosso organismo

• Estimulação de hormônios, como insulina, glucagon e do crescimento;
• Presente na síntese de creatina;
• Reparação de tecidos;
• Aumento do fluxo sanguíneo;
• Conversão da amônia em ureia;
• Melhora do sistema imunológico.

Quais são os benefícios da arginina?


Na prática de atividade física, a arginina tem apresentado resultados positivos para o aumento de massa muscular. Isso porque ela é precursora da creatina e estimula a síntese hormonal, especialmente do hormônio do crescimento. Além disso, o óxido nítrico promove a vasodilatação (aumento dos vasos sanguíneos), possibilitando maior oferta de nutrientes aos tecidos musculares.

Outro ponto importante da arginina é a sua relação com a diminuição da fadiga muscular. Durante o exercício físico, as concentrações de amônia ficam aumentadas, devido a degradação de proteínas, e podem levar a fadiga muscular. A arginina auxilia na conversão da amônia em ureia que é excretada pela urina.

Alguns estudos ainda mostram a relação da arginina com a melhora do sistema imunológico. Gripes, resfriados e outras doenças podem afastar o atleta do treino. Portanto, fortalecer a imunidade de atletas e praticantes de exercício físico é muito importante para garantir a assiduidade nos treinos e, até mesmo, o rendimento e recuperação deles.

Além dos benefícios para atletas e desportivos, a arginina tem sido relacionada com a melhora da função cardiovascular, cicatrização de feridas e, até mesmo, nas condições clínicas de pacientes com Alzheimer. Mas é preciso mais estudos científicos para avaliar se essa associação é realmente relevante.

Quais alimentos são fonte de arginina?


• Animal: carne vermelha, frango, gema de ovo, leite, queijos e peixes como atum, salmão e sardinha.
• Vegetal: lentilha, grão de bico, soja e amendoim.
• Suplementação: cápsulas ou em pó.

Como suplementar arginina?


A suplementação de arginina tem mostrado resultados positivos para praticantes de atividade física. Na forma hidrolisada, é metabolizada mais rápida e eficaz, porque não passa pelo processo de digestão. As doses variam de 500mg até 30g ao dia. No entanto, estudos relatam que a suplementação de 1 a 5g já é suficiente para o ganho de massa muscular e força.

Se você está buscando recursos ergogênicos para o seu rendimento na academia ou esporte, procure uma nutricionista. A profissional irá te auxiliar com os melhores suplementos e doses adequadas para o seu caso. Não esqueça que cada pessoa é única e precisa ser avaliada individualmente. Além disso, os suplementos só apresentam efeitos se você mantiver uma alimentação equilibrada, associada à pratica de atividade física regular.

Gostou do post? Então leia também “Whey Protein: descubra os mitos e verdades por trás do suplemento”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s