Anemia por deficiência de ferro: causas, sintomas e tratamento

Anemia por deficiência de ferro: causas, sintomas e tratamento

A anemia por deficiência de ferro, ou anemia ferropriva, é o tipo mais comum da doença e ocorre pela carência de ferro no nosso organismo, o qual se torna insuficiente para produzir hemoglobina.

Acontece da seguinte forma: o ferro produz a hemoglobina, uma proteína que fica dentro dos glóbulos vermelhos (células do sangue) e tem capacidade de se ligar a moléculas de oxigênio. Como os glóbulos vermelhos circulam por todo o corpo, esse processo acaba sendo responsável por transportar oxigênio para todos os outros tecidos e células do organismo.

Sem ferro não há produção de hemoglobina e esse transporte não acontece, o que implica em diversos riscos à saúde.

Afinal, o que é o ferro?

O ferro é um micronutriente essencial ao nosso organismo e deve ser consumido através da alimentação. Existem duas formas de encontrar o ferro nos alimentos: ferro heme (alimentos de origem animal) e ferro não heme (alimentos de origem vegetal).

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar em ferro animal e ferro vegetal e é exatamente isso que diferencia esses dois tipos. Esta é apenas a nomenclatura utilizada pela ciência.

Quais são os sintomas da anemia ferropriva?

Falta de energia, dificuldades em realizar exercícios físicos, palidez, sono, fadiga, desânimo, cansaço extremo e tonturas são os sinais mais comuns e os primeiros a serem percebidos.

Além disso, pessoas com anemia por deficiência de ferro podem apresentar queda de cabelos, pálpebras descoradas, unhas em forma de colher, fissuras labiais, mudanças de cor e inchaço na língua e dificuldades em sentir os sabores, devido à perda das papilas gustativas.

Em crianças, também pode haver crescimento e aprendizagem inadequados.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico desse tipo de anemia deve ser feito através de avaliação clínica, para determinar possíveis causas e deficiências na alimentação. Além disso, deve ser confirmado por exames laboratoriais.

Normalmente, solicita-se os seguintes exames:

  • Hemograma completo: analisa se os níveis de hemoglobina e o tamanho dos glóbulos vermelhos estão adequados. Glóbulos vermelhos muito pequenos e com pouca pigmentação são parâmetros de anemia;
  • Ferro sério: verifica a quantidade de ferro presente no sangue;
  • Ferritina: avalia os estoques de ferro no organismo.

Como tratar a anemia por deficiência de ferro?

O tratamento da anemia por deficiência de ferro, depois do diagnóstico, consiste em suplementação de ferro. É importante ressaltar que a alimentação previne, mas não trata anemia. Somente a suplementação é capaz de repor as quantidades de ferro no organismo.

O tempo de suplementação e a dosagem variam conforme o grau da doença e devem ser prescritos por uma nutricionista ou médico, por meio dos resultados dos exames.

Além da suplementação, também é preciso tratar a causa, que pode ser má alimentação, problemas intestinais, parasitoses ou outros. Durante e após o tratamento, é importante manter uma alimentação adequada, ingerindo a quantidade diária recomendada para este micronutriente.

Quais são as fontes alimentares de ferro?

Ferro heme

O ferro de origem animal é melhor absorvido pelo nosso organismo e não sofre interferência de nenhum outro alimento ou nutriente.

Ele é encontrado, especialmente, na carne vermelha e em vísceras (fígado, coração) de animais. Mas também está presente na carne de aves, peixes e nos ovos.

Ferro não heme

O ferro de origem vegetal pode sofrer alterações durante o processo de absorção. Alguns nutrientes ou componentes alimentares da refeição são capazes de aumentar ou diminuir sua capacidade de absorção.

Inclusive, se você é vegetariano e consome apenas o ferro presente nos alimentos vegetais, é fundamental ter o acompanhamento de uma nutricionista para organizar sua alimentação adequadamente!

Nos vegetais, o ferro é encontrado nas verduras de folhas escuras (espinafre, brócolis, couve e salsa), nas leguminosas (feijões, lentilhas, grão-de-bico, ervilha e soja) e nas frutas e oleaginosas (uvas, maçãs, nozes, amêndoas e castanhas).

Algumas dicas da nutri para absorver melhor o ferro!

  • Os alimentos ricos em vitamina C potencializam a absorção. Por isso, consuma laranja, limão, kiwi e acerola junto com os alimentos fontes de ferro;
  • Evite ingerir alimentos ricos em cafeína, como chás, chimarrão e café, especialmente próximo às principais refeições;
  • Não consuma leite e derivados junto às principais refeições, pois o cálcio presente nesses alimentos diminui a absorção do ferro;
  • Modere o consumo de alimentos ricos em oxalatos, como os cereais integrais;
  • Evite bebidas energéticas que contém taurina;
  • Evite o uso de remédios antiácidos.

Anemia por deficiência de ferro é uma doença séria, que pode ser muito prejudicial à saúde. Felizmente, tem tratamento. Portanto, se você apresenta alguns dos sintomas que comentei no texto, não deixe de procurar sua nutricionista ou um médico para fazer os exames necessários e, se preciso, iniciar a suplementação.

Se você é de Porto Alegre ou região, clique aqui e fale comigo!

Uma resposta para “Anemia por deficiência de ferro: causas, sintomas e tratamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s