Doenças Inflamatórias Intestinais: tratamento através da alimentação

Doenças Inflamatórias Intestinais: tratamento através da alimentação

As doenças inflamatórias intestinais, também chamadas de DII, são patologias que provocam a inflamação contínua de todo ou parte do trato digestivo. Ainda não se sabe bem as causas, mas estudos indicam que essas doenças acometem pessoas com pré-disposição genética e são desencadeadas através de uma reação imunológica causada pelas próprias bactérias que habitam o intestino.

As principais DII são a doença de Crohn e a Colite Ulcerativa, que apresentam sintomas muito parecidos e, até mesmo, podem confundir na hora do diagnóstico inicial. Uma das principais diferenças é que a doença de Crohn pode acometer qualquer parte do trato digestivo, desde a boca até o ânus. Já a Colite Ulcerativa se dá, principalmente, no intestino grosso.

Entre as formas de tratamento, está a alimentação equilibrada e organizada por uma nutricionista. Quer conferir as principais dicas? Continue a leitura!

Principais sintomas das Doenças Inflamatórias Intestinais

Os sintomas das Doenças Inflamatórias Intestinais costumam aparecer de forma lenta e, como são bem parecidos com os de diversas outras doenças, pode levar anos até que se procure atendimento profissional. Isso faz com que a saúde e a qualidade de vida fiquem comprometidas.

Eles podem variar de acordo com a parte do intestino acometida, mas são basicamente dores abdominais, distensão abdominal, diarreia crônica e fezes com sangue. Com isso, também pode haver perda de peso e desnutrição, causando cansaço, sonolência e falta de força.

Em alguns casos, ainda podem haver inflamações em outras partes do corpo, como articulações, olhos, pele, fígado e boca. Inclusive, um dos medos de quem sofre com essa doença é o desenvolvimento do câncer colorretal. A inflamação constante nessa região, favorece a alteração das células do intestino, podendo evoluir para tumores.

Como é feito o tratamento?

As DII são um problema sério e devem ser tratadas com cuidado. As formas de tratamento variam de acordo com a doença e o grau de inflamação, mas os medicamentos mais utilizados são os corticóides, antibióticos imunossupressores e anti-inflamatórios intestinais.

Além dos medicamentos, também fazem parte os fitoterápicos, óleos de peixe, probióticos, dieta enteral e parenteral. E, claro, a alimentação organizada, que é um dos fatores mais importantes do tratamento. Durante a fase de “crise”, que é onde os sintomas estão presentes de forma intensa, é preciso ter uma alimentação bem regrada, para que não irrite ainda mais o intestino e piore o quadro de inflamação.

Alimentos permitidos

  • Carnes magras, peixes e aves sem pele;
  • Arroz branco e macarrão refinado;
  • Pão francês, pão de forma, torradas e bolachas água e sal;
  • Frutas sem casca, como maçã, pera, goiaba, banana;
  • Verduras e legumes cozidos, como chuchu, batata, cenoura, moranga;
  • Leguminosas (feijão e lentilha) somente o caldo;
  • Doces dietéticos, que não contenha açúcar;
  • Ovos;
  • Leite sem lactose;
  • Sal, azeite de oliva, temperos naturais.
  • Água e chás.

Alimentos não permitidos

  • Leite integral, creme de leite, leite condensado, queijos amarelos (muçarela, lanche, parmesão, cheddar), manteiga;
  • Doces, bolos com cobertura ou muito açúcar, chocolates;
  • Verduras folhosas cruas;
  • Frituras;
  • Salgadinhos de pacote;
  • Embutidos: salsicha, mortadela, presunto, salame;
  • Condimentos: ketchup, mostarda, molhos industrializados, pimentas, caldo de carne, temperos prontos.

Dicas rápidas da nutri!

Algumas regrinhas importantes, que contribuem muito com o tratamento das Doenças Inflamatórias Intestinais. Confira!

  • Faça de 5 a 6 refeições diárias, em pequenos volumes;
  • Coma devagar, mastigando bem os alimentos;
  • Beba água nos intervalos das refeições, pelo menos 2 litros ao longo do dia;
  • Evite frituras. Consuma assados, cozidos e grelhados;
  • Evite o consumo de açúcar;
  • Não fume;
  • Pratique atividade física;
  • Utilize óleo em pequenas quantidades para preparar os alimentos, óleo de soja, milho, canola, girassol.

Além disso, não esqueça de procurar uma nutricionista para planejar e organizar sua alimentação ao longo de todo o dia! Se você é de Porto Alegre ou região, clique aqui e agende sua consulta comigo!

Uma resposta para “Doenças Inflamatórias Intestinais: tratamento através da alimentação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s