Cafeína: o que é, quais os benefícios e como tomar? Descubra aqui

Cafeína: o que é, quais os benefícios e como tomar? Descubra aqui!

A cafeína é uma substância alcaloide do grupo das xantinas, estimulantes do sistema nervoso central. É encontrada, naturalmente, no café, chás, guaraná, erva-mate, noz de cola e cacau. No nosso organismo, é metabolizada pelo fígado e absorvida rapidamente, podendo levar de 15 a 120 minutos para chegar na corrente sanguínea.

O café, alimento mais lembrado quando pensamos em cafeína, é consumido pela maior parte da população, principalmente por aqueles que possuem uma rotina agitada e cansativa. Mas além dele, a cafeína tem sido muito utilizada na forma de suplemento, por praticantes de atividade física. Estes buscam melhorar a performance e concentração durante os treinos.

Quais são os benefícios da cafeína?

A cafeína oferece diversos benefícios a quem a consome e ao organismo de modo geral. Conheça os principais:

Efeito estimulante

O efeito estimulante da cafeína melhora a disposição e a concentração, evita o sono e pode ser interessante para pessoas que necessitam de energia, seja para o trabalho ou para atividade física.

Aumenta o metabolismo basal

O metabolismo mais rápido tende a gastar mais calorias, o que pode ser benéfico para o processo de emagrecimento.

Recurso ergogênico na prática esportiva

Durante a atividade física, a cafeína retarda a fadiga, tem efeito estimulante e aumenta a performance em exercícios de força e aeróbicos.

Aumento da lipólise

A cafeína pode aumentar o uso das reservas de gordura como fonte de energia, poupando o uso do glicogênio e aumentando a oxidação de gorduras. Esse efeito ocorre principalmente durante exercícios físicos e é interessante para quem busca definição muscular.

Aumento da força muscular

Por ter relação direta com o sistema nervoso central, a cafeína aumenta a liberação da noradrenalina e da adrenalina. Esse fator pode ser responsável por retardar a fadiga e aumentar a força muscular, possibilitando a realização de exercícios com maiores cargas e repetições.

Quais os efeitos colaterais da cafeína?

O uso excessivo de cafeína pode acarretar em diversos efeitos colaterais. Portanto, é importante sempre consultar seu nutricionista antes de fazer uso da substância.

Em excesso, ela pode elevar os níveis de cortisol no organismo, desregulando a produção de hormônios da tireoide e a produção de testosterona, o que prejudica processos como emagrecimento e/ou ganho de massa muscular.

Doses elevadas de cafeína também são responsáveis por causar dores de cabeça, aumento da frequência cardíaca, alterações gastrointestinais, tremores, nervosismo, agitação, ansiedade e insônia.

Outro fato importante é a utilização de açúcares e adoçantes no café. O açúcar é um alimento calórico e pobre em nutrientes. Já os adoçantes, quando utilizados em grandes quantidades, podem causar disbiose intestinal (desequilíbrio da microbiota intestinal), prejudicando a digestão e absorção de outros nutrientes.

Quais são as contraindicações?

Pessoas com gastrite são as primeiras que devem evitar a substância. A cafeína aumenta a acidez do estômago e pode desencadear uma irritação no órgão já infectado por conta da doença. Até mesmo o café descafeinado pode causar os sintomas. Se você possui refluxo ou problemas estomacais, é importante evitar ou moderar o uso de cafeína.

Quando em altas concentrações no sangue, a cafeína pode aumentar a pressão sanguínea em um curto prazo. Normalmente, esse feito é temporário e não apresenta malefícios a longo prazo. No entanto, pessoas com alteração da pressão arterial também devem ter esse cuidado.

Pessoas com deficiência de ferro e/ou cálcio devem ficar atentas, já que a cafeína compete com a absorção destes dois nutrientes. Uma dica é não consumir a substância perto das principais refeições, como o almoço e o jantar. Estudos mostram que a cafeína pode reduzir em até 40% a absorção do ferro e do cálcio.

Gestantes e mulheres amamentando devem evitar o consumo, pois a cafeína pode atravessar a placenta e gerar malefícios ao feto. Já durante a amamentação, é passada pelo leite e pode deixar o bebê agitado.

Como tomar cafeína?

A cafeína pode ser consumida através dos alimentos ou suplementada em cápsulas. No Brasil, a dose permitida em suplementos considerados termogênicos ou pré-treinos é de até 420mg por dia.

O ideal é tomar entre 3 e 6mg/kg de peso corporal, entre 30 e 60 minutos antes da realização do exercício. Indica-se, também, começar sempre por dosagens menores, como 1g/kg de peso, e observar como o seu organismo responderá, aumentando gradativamente.

A cafeína tem efeito principal por até seis horas após o consumo. Porém, parte da substância pode permanecer no organismo por até 12 horas. Portanto, não é recomendado tomar cafeína à noite, pois o sono pode ser prejudicado, o que atrapalha muito tanto o processo de emagrecimento quanto o de hipertrofia.

É válido lembrar que algumas pessoas não correspondem à suplementação da cafeína, pelo simples fato do organismo não ser responsivo. Já o uso prolongado da substância também pode causar tolerância e, com o tempo, você pode perceber a diminuição dos efeitos, principalmente se já faz uso de café durante o dia.

Agora que você já sabe tudo sobre a cafeína e os benefícios que ela garante, que tal marcar uma consulta para organizarmos os melhores horários e dosagem certa para você? É só me chamar no Whatsapp (51)99641-7127!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s